Porto Gastrô 2015 – Comer, beber, se bronzear

AFF que terra bonita da gota! Eu nem me importo com a quantidade de gente circulando, gosto de Porto de Galinhas de todo jeito. É azul que não se acaba, sol delícia, água morna e frutos do mar nas refeições. Uma provinha do paraíso a 30 minutos do Recife. Eu AMO praia, areia, biquini e esse climinha de verão eterno que tem por lá, me dá uma felicidade que eu não sei de onde vem. No período do Porto Gastrô, a região fica melhor ainda porque os restaurantes dão uma agitada no cardápio e criam pratos exclusivos para a época. A convite do festival, fui novamente (lembra que estive lá ano passado?) fazer o circuito gastronômico pelas casas participantes. Muito difícil. haha Se liga que o evento acaba neste domingo (6), tá? Já arrumei sua desculpa pra dar um pulinho no balneário (se é que você precisava de uma). 😀

A sempre azul Porto de Galinhas

A sempre linda Porto de Galinhas

Tive a complicada missão de me hospedar no Armação, esse hotel feinho, beira mar de Porto. Não sei como dei conta… Chegamos, eu e o maridon, por lá às 10h30 (impressionante como a viagem é curta, meu povo), fiz check in e fui me bronzear porque minha capacidade de avaliação dos pratos melhora muito quando tenho mais melanina no corpo.

Porto de Galinhas - Armação

Porto de Galinhas - Armação 2 50 tons de azul, a cor mais quente, no hotel Armação

Minha dica para quem quer provar muitos pratos é visitar os restaurantes com uma galera e compartilhar as preparações, assim ninguém dá perda total logo no primeiro estabelecimento, né? Você pode fazer a entradinha em um lugar, a refeição principal em outro e a sobremesa também. Foi assim que conseguimos – eu e os demais jornalistas do finde – experimentar bastante coisa. Ah, o tema desse ano foi “Yes, nós temos bananas”, então os chefs precisaram incluir a fruta de forma criativa nos preparos.

SÁBADO

João Restaurante

Porto Gastrô - João Restaurante 3

Fotos: Felipe Peres Calheiros/Não Sei Cozinhar

João é o representante de Maracaípe no festival. Eu não conhecia e, olha, meu coração ficou lá até agora. Que lugar maravilhoso, vibes e tal. TEM REDEEE! E não é de wi fi. Minha frase pós-almoço em restaurante de praia SEMPRE é “só faltava uma rede”. PÁ! Alguém ouviu minhas preces. ♥ Além do espaço ótimo, com piscina e de frente para o mar, a comida é boa, viu? As sobremesas são um espetáculo! Provem o pudim. Vão por mim… Faço um post somente sobre João em breve. No Porto Gastrô, a criação da casa foi uma moqueca de frango, com pirão e arroz de açafrão. A banana foi no cozido.

Porto Gastrô - João Restaurante

Moqueca de coxa e sobrecoxa de frango com banana da terra e mix de pimentões. Acompanha arroz de açafrão e pirão frango. R$ 68.

As caipi frutas valem a pena, viu?

Caipi de caju, limão siciliano e mel de engenho. 👌 #joãorestaurante #maracaípe #portogastrô2015

A photo posted by Milenna Gomes (@milennagomes) on

  Fica na Av. Beira Mar, s/n, casa 01. Vila de Todos os Santos, Maracaípe. Funciona das 9h30 às 17h (diariamente) e o contato é pelo 3552-2495.

La Crêperie

Porto Gastrô - La Creperie

Crepe recheado com rosbife ao molho escuro picante e pimentões coloridos. Acompanha chips crocantes de banana. R$ 25.

À noite, depois de uma tarde bem descansada, seguimos para o La Crêperie e jantamos o crepe de rosbife com molho esculho e chips de banana. Apesar de gostar mais de crepes sequinhos, esse estava bem bom. Carne macia e banana crocante para fazer o contraponto. Fora que a casa é linda! Cheia de quadrinhos e artesanatos fofos. Dá pra passar horas explorando. Fica na Rua Beijupirá, s/n. Abre a partir das 13h30 (diariamente). Informações: 3552-1831.

Temakeria do Porto

Porto Gastrô - Temakeria do Porto

Rolinho primavera de banana com Nutella ou banana, geleia de pimenta e cream cheese. Acompanha bolas de sorvete e calda de chocolate. R$ 20.

A sobremesa e os drinques ficaram por conta da Temakeria do Porto. Dana, uma das proprietárias, é divertidíssima e tem como meta de vida fazer os clientes ficarem bêbados. Muito. Ali é profissional em farra, viu? Antes de provar o doce, bebemos um tal de Xixi de Shrek (quem me segue no Snap – gomesmilenna – viu o ritual macabro hahaha) que só pode ser obra do lago negro da força. Ainda teve cerveja e tequila porque ela não brinca em serviço. Por lá tem cervejas especiais e outras boas opções para bebericar. Onde? Do lado da creperia. Rua Beijupirá, Piccola Galeria, loja 6. Começa às 18h e vai até o último cliente, todo dia. Informações: 3552-1498/ 9 9648-8489.

DOMINGO

Sabores D’Casa

Essa moqueca é o melhor custo-benefício, sem dúvidas. Custa R$ 37,90 e serve duas pessoas muito bem. Fora que é deliciosa! Das coisas mais gostosas que provei nesse fim de semana, talvez a mais gostosa. Dendê e frutos do mar me tocam. E o restaurante tem uma localização fantástica, bem de frente para o mar. Fica na Rua das Piscinas Naturais, Galeria Verde Mar, loja 10. Funciona das 12h às 17h (seg à qua) e das 12h às 24h (qui a sáb). Informações: 3552-2403.

Essa é dica certeira, vai sem medo. Perigo zero de errar.

Peixe na Telha

Porto Gastrô - Peixe na Telha

Cartola com creme artesanal de avelã, queijo manteiga, açúcar e canela. R$ 22,90.

A sobremesa do almoço de domingo foi  no Peixe na Telha, casa super tradicional de Porto. A versão com creme de avelã – que eles fazem na casa – estava uma delícia. Acompanha sorvete e farofinha crocante. Fica ao lado do Sabores D’Casa, na Av. Beira Mar, 103, loja 40. Abre das 10h às 16h e das 18h30 às 22h (diariamente). Informações: 3552-1323.

La Tratoria

La Tratoria Porto Gastrô - La Trattoria 2

Finalizamos a noite do domingo e o fim de semana com o ótimo La Tratoria. Eu adoro esse restaurante. Ele é bem pequeno e quase sempre tem uma fila na frente, mas o aconchego e a comida ótima compensam possíveis esperas. O prato do festival foi um nhoque de banana da terra d e l i c i o s o. Veio coberto com carne de sol desfiada e salteada com manteiga, mais cebola, pimenta biquinho e salsinha (R$ 44,90). Onde: Rua dos Navegantes, 81. Informações: 9 9654-5778. Abre das 18h às 0h (diariamente).

Milenna Gomes

Criadora do NSC, Milenna é jornalista de gastronomia e mestranda em história da alimentação na Universidade de Coimbra. Recifense vivendo em Portugal. Críticas e sugestões: contato@naoseicozinhar.com

Seja o primeiro a comentar