Onde comer em Cusco? Roteiro gastronômico de uma viagem ao Peru

Hoje é uma data muito especial – e não tem nada a ver com a independência dos Estados Unidos. Há exatamente um ano eu estava tendo um dos dias mais felizes da minha vida. Depois de um passeio sensacional pelas ruínas do Machu Picchu, bem no finzinho da tarde, sentada num banquinho construído pelo povo Inca há sabe lá Deus quantos anos e contemplando aquela paisagem de deixar qualquer um sem ar (a altitude também ajuda a perder o fôlego), Felipe perguntou se eu queria passar o resto da vida com ele. Eu disse “sim”, claro. E chorei até ficar com a cara inchada. Só de lembrar dá vontade de cair nas lágrimas de novo e…ops! já tô aqui com o olho cheio de água. Enfim, já fiz algumas e devo fazer ainda muitas viagens, se Deus quiser, mas essa foi a mais importante até agora. Para celebrar, coloco por aqui os roteiros gastronômicos dessa jornada por Cusco, no Peru. Já tinha publicado eles por aqui, mas reuni todos em um único post para facilitar. É só clicar nos títulos que redireciona. Aproveitem. 😉

1) Sofisticação e preço bom

O Peru é um dos países mais importantes em se tratando de gastronomia sul-americana. Inclusive, é na capital Lima onde está o melhor restuarante da América Latina, o Astrid y Gastón. Não fui por essas bandas, mas Cusco não deixa a desejar quando o assunto é alta cozinha.

Foto: Não Sei Cozinhar/Felipe Peres Calheiros

2) Comendo mais por menos

A comida é bem em conta por lá, até nos restaurantes chiques. Mas nos menores chega a ser imoral de tão barato. Dá para comer entrada, prato principal e sobrema com 15 soles (a moeda peruana), que é mais ou menos 12 reais. A qualidade, contudo, é condizente ao preço. Mas se a vibe for economizar, aqui estão algumas opções.

Foto: Não Sei Cozinhar/Felipe Peres Calheiros

3) Menus vegetarianos e com opções saudáveis

Um dos melhores restaurantes da viagem, para mim, era de comida saudável. Nunca comi uma salada tão deliciosa e linda. Impecável. O local mais descolado também tinha uma proposta fit e um dos preços mais legais.

cusco

4) Cusco é um doce – sobremesas

Uma das maiores alegrias da viagem foi ser apresentada à De Tradición: a doceria mais barata do planeta. Um perigo. E os quitutes, ó… Nesse nível aqui da foto. Menos de quatro reais. Pode isso? Eu me joguei.

Foto: Não Sei Cozinhar/Felipe Peres Calheiros

5) O que beber?

Resuminho de algumas bebidas imperdíveis na terra dos Incas. O pisco sour é dos drinques que não pode, por hipótese alguma, estar fora da lista de bebericagens. É tipo a nossa caipirinha. Já a Inca Kola, não precisa fazer questão.

Foto: Não Sei Cozinhar/Felipe Peres Calheiros

BÔNUS

Dá uma olhadinha nesse lugar massa chamado Salineiras! Passeio super fantástico e meeega baratinho. Um dos mais legais. 😉

Milenna Gomes

Criadora do NSC, Milenna é jornalista de gastronomia e mestranda em história da alimentação na Universidade de Coimbra. Recifense vivendo em Portugal. Críticas e sugestões: contato@naoseicozinhar.com

3 Comentários

  • Responder julho 7, 2014

    Jacque

    Esse post é pra mim! Viajo pro Chile, Bolívia e termino no Peru em agosto/setembro. Tô justamente olhando o que fazer em Cusco <3 Só felicidade essas dicas!

    • Milenna Gomes
      Responder julho 10, 2014

      Milenna Gomes

      Aiii, que alegria! Muito feliz em poder ajudar. Depois volta aqui pra contar se gostou. <3

  • Responder agosto 12, 2014

    miguel

    .

    thank you!

Deixe um comentário