O Paladar Oceânico

Sabe a Austrália? Nunca nem me imaginei colocando o pé lá, mas Madson (amigo que conheci no ônibus, há uns 2 anos, e descobri que era meu vizinho desde pequeno, fazia a mesma faculdade e, pra piorar, o mesmo CURSO que eu, mas que jamais tinha passado do meu lado)  teve vontade um dia e foi simbora. Ele é assim, escolhe um lugar no mundo para conhecer, trabalha loucamente, junta dinheiro e torra tudo na viagem. Acho digno. E por que, raios, ele ainda não era correspondente internacional do blog, hein? Pois na última empreitada turística, na terra dos Cangurus, ele resolveu estrear. Taí a contribuição. Brigada, BUNITÃO!

Por Madson Ferreira

Viajar a um país desconhecido é sempre um enigma gastronômico. Pode-se conhecer a cultura, a história, os roteiros, mas provar a comida e se acostumar a um paladar distinto é sempre algo que ou aguarda grata surpresa ou acaba em noites de prantos no banheiro.

Na Austrália não poderia ser diferente. E uma vez no país, vale a pena correr o risco. Terra tão, tão distante condensa um misto de sabores tradicional e moderno: um refinado café-da-manhã britânico coabita tranquilamente com um almoço fast-food na McDonalds.

Cereal, croissants e muffins de blueberryPanquecas, geléia e morangosCafé da manhã australiano

Minha dica é começar o dia com muffins de blueberry (delícia), croissants franceses, english muffin (uma torradinha britânica) e muita, mas muita geléia de vários sabores: blackberry, raspberry, strawberry e todos os “berrys”. Cereais também fazem parte do desejum australiano. Panquecas, suco de laranja e café sempre.

Uma saladinha e coleslaw (misto de repolho, maionese e outros vegetais ralados) vai bem no almoço. Rolinhos primaveras ou sushi rolls também fazem parte do cardápio do almoço, que tende a ser rápido e menos pesado, pois os australianos seguem o mesmo hábito americano de concentrar o jantar como maior refeição do dia.

Restaurante Inidano em Melbourne Prato indiano Saladinha e Vinho e Kirsh (torta turca)

À noite, às 18h, após o horário de trabalho (é – na Austrália as pessoas têm vida social e aproveitam isso) a pedida é ir aos ótimos restaurantes das grandes cidades. O bom de viajar fora do país é que tudo é geralmente mais acessível e barato (mesmo em dóllar). Assim, pode-se comer num indiano ou vietnamita por menos de $25.

Minha dica é: uma vez em terras longínquas, experimente tudo que lhe apetecer. Permita-se e, porque não, jogue-se em novos sabores e sensações prazerosas, até se contiver curry ou pimenta. Mesmo que isso acarrete algumas noites em claro, se é que você me entende!

Vocês embalam pra viagem?

Milenna Gomes

Criadora do NSC, Milenna é jornalista de gastronomia e mestranda em história da alimentação na Universidade de Coimbra. Recifense vivendo em Portugal. Críticas e sugestões: contato@naoseicozinhar.com

2 Comentários

  • Responder maio 8, 2012

    rogéria amaral

    Adoro viajar e com as dicas de Madson fica a vontade de ir mais rápido para outro lado do mundo . Bjs de sua amiga Rogéria

  • Responder maio 29, 2012

    Flavia

    Australia!!,

    To indo viajar paralá!!

    Alguma dica de restaurante?? Me falaram para comer pizza de canguru mas nao sei se tenho coragem! Vc comeu??

    Ja que nao sebe cozinhar…. Tenho um bg de culinaria… Tem umas receitinhas la… Adoraria sua visita!!

    http://eventos-inventos.blogspot.com.br/

    Bjooo

Deixe um comentário