O hambúrguer do Pobre Juan + leitora blogueira por um dia

Quem acompanha as redes sociais do blog – Não Sei Cozinhar (Face) e @MilennaGomes (Insta) – deve ter visto o convite que eu fiz a um leitor: provar junto comigo o novo burger do Pobre Juan e ajudar na resenha do prato para mostrar a vocês. Para participar, foi preciso responder à pergunta “Por que você quer ser blogueiro por um dia?” e a melhor tirada foi a da Maria Cecíllia, que disse o seguinte:

Na verdade quero ser blogueira de comida a vida toda, porque comer pra mim é o maior prazer da vida (sim, o maior). Quando digo isso significa dizer que amo desde as comidas mais simples, como o bolo de laranja da minha avó ou o sarapatel do mercado, até a gourmetização que transforma tudo em coisas incríveis, o importante é o carinho e o temperinho mágico de cada uma delas. Provar novos sabores é uma sensação indescritível, mas compartilhar essas experiências pra que mais gente possa apreciar é um vício e uma satisfação.”

Não foi fofinho, gente? Ouuuunnn. <3

Não lembro o que tinha aqui, mas me fez muito feliz

Não lembro o que tinha aqui, mas me fez muito feliz

A noite foi regada a muito líquido laranja gostosinho e comida boa. Olhe, esse hambúrguer não tá fáceo. Desmancha na boca de tão molhadinho, mas não escorre uma gota de sangue – que eu odeio! – de tão no ponto que é. Dona Priscilla Deus, com o perdão da piada infâme, é uma abençoada. A chef da rede (que vende uma das melhores carnes do Brasil) fez mais de 100 testes até chegar nesse resultado. Ficou perfeito. O que tem de bom, também, tem de caro. Afinal, não é todo mundo que libera 46 dilmas num sanduíche, né? Mas o digníssimo vale cada centavo, te juro. Tem 250 gramas de três cortes diferentes de carnes nobres, assadas na parrilla (uma técnica argentina para preparar carnes em grelhas), com emulsão de chorizo ibérico, queijo gruyère e rúcula. A maionese que vem nele é negócio de louco! Comeria um baldezinho só dela. O pão é artesanal e junto vem ketchup de goiabada (que tem um agridoce delícia) e as melhores batatinhas ever, mais que McDonald’s. Maaaaas, chega de falatório e vamos à opinião da convidada da noite:

Amo hambúrguer e, assim que vi a promoção do Não Sei Cozinhar não pude deixar de participar. Indo ao que interessa, o hambúrguer que entrou no cardápio do Pobre Juan é irresistível por vários motivos. O hambúrguer é formado por carnes cortadas na ponta da faca, o que faz com que ele fique bem soltinho e suculento, sem ficar todo compacto, como quando feito com carne moída. A maionese especial e o ketchup com goiabada dão um sabor incrível e harmonizam muito bem com a carne. Achei caro, mas o sanduíche é gigante e super saboroso, então compensa.”

Taí, aprovado pela leitora! Só faltou a gente tirar uma foto juntas, né, Maria Cecíllia? Esqueci!

Era segunda, jurei que não ia comer isso e devorei quatro

Jurei que não ia comer isso e devorei quatro

A noite acabou com muito falatório, risadas descontroladas e churros. Foi uma quarta-feira bem proveitosa, viu? Alguém mais quer ser blogueiro de gastrô por um dia? Tô pensando fazer de novo…

Milenna Gomes

Criadora do NSC, Milenna é jornalista de gastronomia e mestranda em história da alimentação na Universidade de Coimbra. Recifense vivendo em Portugal. Críticas e sugestões: contato@naoseicozinhar.com

1 Comentário

  • Responder março 26, 2015

    eduardo

    Pode contar comigo para o próximo!!!
    Tenho pensamento gordo 24 horas por dia, só queria ter a mesma habilidade para escrever que tenho para comer! kkkkkkkk

Deixe um comentário