Mercado em Paris: Nutella de 1kg e outras comidas baratinhas

Não tive férias este ano, então Felipe precisou viver umas das experiências mais difíceis da vida dele: ir para Paris sem mim. hahah Uma barra, né? Ele até mandou umas fotos deprimido que nem aquele marido sem a família em Porto Rico (mas fui proibida de publicá-las aqui, uma pena). Então, pra compensar o fato de eu ter ficado no Recife tabalhando pra pagar a conta de luz (enquanto ela estava sendo feliz na Cidade Luz), explorei no quesito presente. Além dos produtinhos de beleza, pedi pra ele fazer praticamente uma feira, já que comida em supremercado é super barato por lá, mesmo com o Euro nas alturas. Começando pooooooooor…

Nutella de 1kg

paris 4A Ferrero, que produz Nutella, é italiana, mas na França a galera come como se bebesse vinho. Porque, além do creme de avelã ser uma invenção divina, o pote é infinitamente mais barato do que aqui. Pra vocês terem noção, a maior embalagem vendida no Brasil é a de 350g e custa R$ 16. A de 1kg, que não existe aqui, 4,79 euros (mais ou menos uns R$ 17). O paraíso!

Biscoito Casino

paris 5Eu aaaaaaamo esse biscoto. Casino não é uma marca desconhecida por aqui. Vende no Extra e no Pão de Açúcar e toda vez que vou fazer feira passo umas três vezes no corredor onde ele está. É pra ver se aparece a coragem de pagar R$ 17 dilmas numa caixinha. Nunca apareceu. Na França, Casino é um mercado, então tuuudo é mais barato. Essa embalagem custou 1,58 euro ou menos de R$ 6. ♥♥♥

Chocolate

paris 1Enquanto uma barra desse chocolate VIDAAA (ele trouxe amargo com avelã, amêndoas e pistache) custa R$ 14 aqui, por lá cada unidade foi 1,25 euro (R$ 4,50).

Mostarda

paris 9Eu amo mostarda ancienne. Ela é levinha e tem os grãozinhos que dão textura na comida. Sempre compramos por aqui e eu tinha acabado de trazer uma do supermercado quando Felipe me mandou fotos dizendo que havia comprado uns potinhos. Se eu soubesse… No RM Express, a embalagem de 250g custou R$ 9. Essa, de 380g, foi 1,34 euro (ou menos de R$ 5). 

Vinhos

paris 3Deve ser bem difícil encontrar um vinho ruim na França. O país tem clima e solo perfeitos para o cultivo de algumas uvas, além dos séculos de experiência na produção da bebida. Não sei nada desse primeiro (5,15 euros), mas o segundo (6,80 euro ou R$ 25) é de Chablis, uma cidadezinha na Borgonha que produz os vinhos brancos mais famosos do mundo. O terceiro (7,50 euro ou R$ 27) é um pinot noir, uva legitimamente francesa, da Borgonha. Apesar dos valores baixinhos, são vinhos ótimos, que você encontra em qualquer supermercado. Felipe ainda trouxe uma champagne de verdade (feita na província de Champagne) por 10,90 euros.

Temperos (Sal do Himalaia)

paris 2Enquanto um pacotinho de 500g de sal do Himalai custa uns R$ 25 por aqui, esse foi R$ 5, na conversão dos valores.

Esquece Lancôme, Vichy, Kérastase. Se a visita a França for nos próximos meses, de Euro caro, investe em comidinhas como lembrancinhas. Duvido que alguém vá desgostar. Eu, como vocês devem imaginar, dei cambalhotas de alegria.

Milenna Gomes

Criadora do NSC, Milenna é jornalista de gastronomia e mestranda em história da alimentação na Universidade de Coimbra. Recifense vivendo em Portugal. Críticas e sugestões: contato@naoseicozinhar.com

1 Comentário

  • Responder maio 24, 2016

    Ive

    Adorei seu post! Achei mega divertido e informativo! Estou indo pra lá em Agosto e estou buscando essas dicas preciosas de comida!

    bjs!

Deixe um comentário