Gato Beer: bar com comida, bebida e música boas em Boa Viagem

Quem limpava a vista (eu) com a foto tamanho família de Marlon Teixeira, coladinho com Bruna Marquezine, sempre que passava em frente ao container da Coca-Cola Clothing, na Domingos Ferreira, deve ter notado com muita tristeza que a imagem se foi. #quebarra! É que a loja fechou, mas abriu o Gato Beer no lugar, um bar super legal, todo descoladinho, com bebida e comida, ó, daquelas! Antes de começar a falar sobre esse cardápio magia (que custo-benefício, meu povo! ♥), preciso dizer que minha primeira experiência lá não foi boa por conta do atendimento. Porém, tudo mudou. Tanto que digo, sem piscar, que o Gato Beer, hoje, é um dos meus bares favoritos – não de BV Beach ou da Zona Sul, mas – do Recife. Por isso, fica o recado pra você, querido leitor: não dá para avaliar um lugar novo no primeiro mês de funcionamento. A equipe e a cozinha ainda estão se afinando e vai, sim, dar tudo errado. Então, paciência. Se sua visita foi uó (como foi a minha), mas você acredita no potencial do local, volta. Eu voltei e tô aqui contando pra vocês.

comida

O cardápio do Gato é recheado de influências regionais. Tem prato que até vem com quiabo – amo/sou – de acompanhamento! A assinatura é de um chef super legal daqui, Thiago das Chagas, que está à frente da Reteteu Comida Honesta e foi um dos idealizadores do projeto que mapeou e capacitou as tradicionais doceiras de Vila Velha, em Itamaracá. Hoje, você encontra a passa de caju numa embalagem bonita, com informações nutricionais e todos os certificados de segurança alimentar por causa da inciativa. Num é massa?

GATO DE RUA - 2 caldinhos Nego Bom (feijão), 6 bolinhas e gato (carne de sol e queijo coalho), 2 pasteis de vento (caranguejo), 1 coxinha de camarão, espetinho de cupim e molhos de pimenta cambuci e tártaro. R$ 45

GATO DE RUA – 2 caldinhos Nego Bom (feijão), 6 bolinhas e gato (carne de sol e queijo coalho), 2 pasteis de vento (caranguejo), 1 coxinha de camarão, cupim e molhos de pimenta cambuci e tártaro. R$ 45

Se você for com uma galera, eu sugiro pedir o mix de entradinhas, um prato que reúne uma provinha de vários itens do cardápio. Minha gente, sério, dá pra uns quatro comerem de boa enquanto bebericam. É comida até umas horas! E tudo muito delícia. O caldinho é ótimo, a coxinha é super leve, com massa de macaxeira, e os bolinhos são de batata. Mas foi o cupim que tocou meu coração. Ele é cozido a vácuo por oito horas e acompanha um molhinho escuro. AI, TÔ BABANDO AQUI. Desmancha na boca. Meu Deus. Melhor pedido pra compartilhar. E no precinho… Outra escolha de fazer tremer as papilas gustativas é o tostex de costela bem limpinha (sem gordura) e desfiada. É servido com picles de pepino, que nunca tinha provado, mas que já considero pacas. Esse sanduíche é bom num nível obsceno.

COME-MORREU - tostex de costela desfiada, quejo coalho, picles de pepino e tomate. Acompanha molho de mostarda. R$ 18

COME-MORREU – tostex de costela desfiada, quejo coalho, picles de pepino e tomate. Acompanha molho de mostarda. R$ 18

Não provei o pão de alho, mas ele era lindo, dourado e grande. O Pau no Gato (R$ 8,50), esse espetinho de cupim com abacaxi aí do topo, estava bem digno. Aliás, o menu do Gato tem uma boa variedade de espetinhos de gato – entenderam de onde vem o nome da casa? -, que custam entre R$ 5 e R$ 8,50. Bom, né?

BAFO DE LEÃO - Pão de alho. R$ 7

BAFO DE LEÃO – Pão de alho. R$ 7

As sobremesas são maravilhosas também. Mil estrelinhas para o bolo de chocolate (ai, esse bolo de chocolate! ♥ ) feito em parceria com a ótima Analu (adoro os doces de lá). O sorvete de frutas vermelhas que vai junto é da Apenini, outro lugar que gosto bastante também. Já deu pra sentir que favoritei, né? E passa de caju, claro, não poderia faltar no menu. Pense numa sobremesa elegante, é a Romeu e Marieta. Quando o queijo, a passa e o crocante feito com açúcar e suco de laranja se juntam na boca, sinos tilintam.

PRETO VELHO - Bolo tépido e denso de chocolate, com areia de  cacau e sorvete de frutas vermelhas. R$ 16

PRETO VELHO – Bolo tépido e denso de chocolate, com areia de cacau e sorvete de frutas vermelhas. R$ 16

ROMEU E MARIETA - Queijo coalho assado com passa de caju de Itamaracá e crocante. R$ 15

ROMEU E MARIETA – Queijo coalho assado com passa de caju de Itamaracá e crocante. R$ 15

bebida

A carta de drinque do bar é ótima, feita por um mixologista bem babado daqui, Luciano Guimarães, que é professor, já assinou o bar de um monte de casas e vive representando o Estado nos concursos badalados. E como a vibe do menu é valorizar as coisas da terrinha (os donos são do Sul, mas têm um caso de amor com Pernambuco), o cardápio tem opções de cervejas artesanais de pequenos produtores daqui. E o mais massa: o Gato tem uma cerva exclusiva da casa, feita pela cervejaria Olinda. É de trigo e bem boa.

GATO BEER WEISS - Chope artesanal da casa. R$ 9 (300ml)

GATO BEER WEISS – Chope artesanal da casa. R$ 9 (300ml)

Gato Beer 4 Gato Beer 3

espaço

O lugar é massa! Utilizaram os containers que já estavam por lá, mas colocaram mais alguns e fizeram um terraço ao ar livre. Arborizado e tudo. Apesar da decoração de dentro ser bem lindinha, o teto pra mim é o espaço mais agradável de se estar. Você vê o céu, o movimento da rua e foge de ar condicionado. É lá que ficam as bandinhas durante as apresentações de alguns dias da semana.

Face

Terraço do Gato, melhor lugar para ficar. Fotos: Facebook Gato Beer.

Terraço do Gato, melhor lugar para ficar. Fotos: Facebook Gato Beer.

É isso, gente. Vale muito conhecer. Você vai comer e beber muito bem, sem ficar pobre e correr o risco de não pagar a conta de energia no fim do mês. A música que toca é boa também. Adorei a Rocket, bandinha que tá tocando por lá nas sextas. Nos dias que fui, durante a semana, o público que deu era um pouco mais velho do que eu, que tenho 25. A faixa etária ia entre 30 e 40 anos. Não sei como é no finde, espero vocês aqui, pra me contar. 🙂

Serviço

Gato Beer
Avenida Domingos Ferreira, 1537, Boa Viagem (em frente ao Spettus, ao lado de um posto de gasolina)
Informações: (81) 3040-5290
Instagram: @gatobeer

Milenna Gomes

Criadora do NSC, Milenna é jornalista de gastronomia e mestranda em história da alimentação na Universidade de Coimbra. Recifense vivendo em Portugal. Críticas e sugestões: contato@naoseicozinhar.com

Seja o primeiro a comentar