Carta-Post-Afetiva – “Lembrança de viagem”

Tenho um namorado viajante. É difícil e eu ainda não me acostumei com a rotina de ficar longos períodos sem ele. Desde que estamos juntos, já foi e voltou não sei quantas vezes de cidades do Brasil e do mundo por causa de trabalho. Não é sempre que posso acompanhá-lo, então me resta ficar por aqui esperando ele voltar com as histórias na mala. Claro, as de comida sempre me deixam louca. A última andança dele pelas zoropa rendeu ao NSC fotos gastronômicas (o namorado é um fotógrafo de mão cheia) de dar água na boca e esse post-carta lindo. Foi escrito pra mim, mas também é pra vocês.

por Felipe Peres Calheiros

Leninha, depois de um ano e meio de namoro, viajar sozinho tem sido cada vez mais difícil. Acostumado a te acompanhar nas missões jornalístico-gastronômicas para o NSC, pego-me instintivamente investigando cardápios e analisando apresentações de pratos – coisas que definitivamente não existiam em minha vida antes de te conhecer. Tinha muita vontade de fazer um post completo, com detalhes e receitas, mas as técnicas de redação e os conhecimentos culinários – como você bem sabe – não são meu forte. De forma que resolvi fazer essa Carta-Post-Afetiva com imagens que fiz lembrando de você nesses dias longe de casa.

Madrid – Praça Sol – Bar Postas Cerveceria
Paella de frutos do mar e bocadillo
Mesmo sabendo que aquele Bar é especialista em “calamares” (frutos do mar), comi com algum receio. Afinal ingerir frutos do mar noutro país, sem nenhum conhecido, é algo arriscado. Mas estava bom, e por um preço muito menos “turístico”, naquelas redondezas.

Lisboa – Restaurante Caseiro – Bacalhau a Braga e Pastel de Belém
Esse restaurante, de nome “caseiro”, é um lugar simples, decorado com cédulas de vários lugares. O capricho está nos pratos, que seguram firme a tradição lusitana, como nesse “bacalhau a Braga”. Perto de museus e pontos turísticos, na rua de Belém e exatamente em frente à matriz mundial dos Pastéis de Belém, meu segundo doce favorito, depois de chocolate.

Porto – Vendedora de Castanhas torradas
Num lugar em que quase todo o comércio é formalizado, essa simpática senhora me chamou a atenção. Doze castanhas torradas por 2 euros.

Biarritz – Eclair de Chocolate
Em praia francesa de rico, latino recorre a padarias. Eclair de chocolate potência, esse.

Bologna – Tortelloni de Burro e Salvia
Gelatos italianos
Um quase-vegetariano(?) em Bologna não consegue enfrentar uma pasta à bolonhesa, que por lá leva linguiça de porco e outras carnes. Então esse tortelloni de ricota salvou, junto com os tais sorvetes italianos.

Milenna Gomes

Criadora do NSC, Milenna é jornalista de gastronomia e mestranda em história da alimentação na Universidade de Coimbra. Recifense vivendo em Portugal. Críticas e sugestões: contato@naoseicozinhar.com

6 Comentários

  • Responder novembro 3, 2011

    Artur

    A culinária portuguesa é incrível. Ótimo post!

  • Responder novembro 3, 2011

    Kamila Nunes

    Delícia isso! 🙂

  • Responder novembro 3, 2011

    Aline

    Amiga, desculpa! Mas esse é o posto mais lindo de todos do NSC!!! :********

    Felipe, seu mega fofo! Casa logo, plima!

  • Responder novembro 17, 2011

    Luiza Westphal

    ahh q amor.qlindo.

    e o post ótimo.as fotos muito legais.

    http://www.boracozinhar-lu.blogspot.com

    • Milenna Gomes
      Responder novembro 17, 2011

      Milenna Gomes

      Num foi? Matei ele de beijo pra agradecer. 🙂

  • Responder janeiro 13, 2012

    marc dup

    oi gostaria de recomendar o blog acima, de textos, muito bom! abraços

Deixe um comentário