Bolo de cenoura com calda de chocolate (receita clássica)

Sabe aquele ditado “Se a vida lhe der limões, faça uma limonada”? Pronto. A vida e dona Isabel, da feira orgânica, me deram muitas cenouras. Muitas mesmo. Quantidade suficiente para eu passar pelo menos um mês dizendo “O que é que há, velhinho?”. Aí, resolvi adaptar o dito popular para as minhas condições. Preparei um bolo de cenoura. O primeiro, gente! Emoção demais. Catei milhares de receitas na internet, todas muito parecidas e praticamente nenhuma que não levasse óleo. Tô numa vibe menos gordurosa a pedido da minha flacidez corporal, aí até encontrei um passo a passo sem esse ingrediente, mas tinha tanta reclamação das leitoras sobre o resultado que achei melhor deixar pra lá. Então, resolvi fazer a clássica, mesmo. Ser magra pra que, né? Não precisa de batedeira e quase toda a receita é feita no liquidificar. Obrigada, Deus! O melhor de tudo: o bolo não tem gosto de cenoura e ainda fica com um tom laranja super tendência. Faz! Ah, e quem tiver uma receitinha mais light, tô aceitchano.

Ingredientes

4 cenouras sem casca e picadas em rodelas
1 xícara de óleo
2 xícaras de açúcar
3 ovos grandes
2 xícaras e meia de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
manteiga para untar a forma

Modo de fazer:

Num liquidificador, bata a cenoura, os ovos, o óleo e o açúcar até ficar uma massa cremosa e bem misturadinha. Transfira o creme para uma tijela e vá acrescentando aos pouco a farinha de trigo já mistura ao fermento. Com um fouet (aquele batedor de claras) bata até misturar tudo. Despeje numa forma pequena untada com mateiga e polvilhada com trigo e leve ao forno pré-aquecido a 180° graus por 45 minutos ou até você enfiar um garfo no bolo e ele sair limpinho.

Calda babado de chocolate

Use sua imaginação! Pode ser brigadeiro, chocolate derretido, ganache (chocolate derretido + creme de leite), chocolate em pó com leite condensado e creme de leite. Eu fiz assim: peguei 100g de chocolate meio amargo e coloquei numa panela com uma xícara de leite, uma colher de manteiga e duas colheres de mel. Deixei no fogo médio e fui mexendo até tudo se misturar. Com um garfo, fiz furinhos no bolo e fui jogando a calda, que entrou pelos furos e se espalhou pelo bolo. Delícia! Registrei o momento primoroso de despejar a calda. Clica aqui e repara só!

bolo cenoura2

Milenna Gomes

Criadora do NSC, Milenna é jornalista de gastronomia e mestranda em história da alimentação na Universidade de Coimbra. Recifense vivendo em Portugal. Críticas e sugestões: contato@naoseicozinhar.com

1 Comentário

  • Responder fevereiro 25, 2014

    João Uchôa

    Que maldade postar isso às 11h. Sofrendo aqui!
    Se vou fazer? Mas é claro que vou. 😛

Deixe um comentário